Ibizatur - Sua viagem começa aqui ! Paraíso das Viagens ! Uma ilha em varios destinos !
(41) 3339-7150 (41) 99153-2612

Informações

Documentos

- Passaporte válido e com mais de seis meses de validade a partir do dia do embarque.

- Visto consular para os países com exigência de visto com validade maior que 06 meses a partir da data do embarque.

                Os países com exigência de visto prévio para brasileiros são: Austrália, Angola, Canadá, China, Estados Unidos e Japão.

- Carteira de Identidade em bom estado, com no máximo 10 anos, quando em viagem para os países do MERCOSUL.

Você poderá embarcar somente com a identidade nos países: Argentina, Paraguai, Uruguai, Brasil e Venezuela.

- Certificado Internacional de Vacinação: verifique se o país de destino exige vacina, devendo tomá-la com no mínimo 10 dias antes do embarque.

                Muitos países exigem o Certificado Internacional de vacinação contra febre amarela, por exemplo, sendo: os países da Oceania, países da África, países do Oriente Médio, países da América Central e América do Sul e alguns países da Ásia. Somente os países da Europa e América do Norte não solicitam vacina contra febre amarela.

- Carteira de motorista atual e com prazo no vencimento (para aluguel de carro). Aconselha-se tirar a Carteira Internacional de Habilitação. Apesar de vários países (como Estados Unidos, por exemplo) aceitarem a CNH brasileira, se o turista desejar passar por outros países é preciso verificar um a um. Com a Carteira Internacional não é necessária verificação de cada destino. Este documento possui a mesma validade que a carteira de motorista nacional do portador.


Passaportes

Para quem quer viajar e precisa fazer o passaporte:

 

- Para requerer o passaporte é necessário acessar o site www.dpf.gov.br e clicar no link requerer passaporte.

- Primeiro é necessário preencher o formulário apresentando dados do requerente, tais como: RG, CPF, número do título de eleitor, situação militar (para homens entre 18 e 45 anos), endereço residencial, telefones, situação conjugal, processos de mudanças de nome, entre outros.

- Depois de preenchido o formulário, é necessário imprimir o GRU que é o comprovante da solicitação do documento, imprimir o boleto para pagamento, e, também pelo site, agendar o dia e hora da entrevista.

  * É imprescindível atentar-se ao posto que solicitar o documento, que deve ser o mesmo posto onde deverá ser marcada a entrevista.

 

- No dia da entrevista, é necessário comparecer 15 minutos antes do horário marcado, portando todos os documentos originais:CPF, RG, Título de Eleitor e documento que comprove que não tem pendências eleitorais (emitido pelo site do TRE), certidão de casamento original e comprovante de histórico de mudanças de nome (para pessoas nessa situação), certificado de Reservista original (para homens entre 18 e 45 anos), autorização original (para menores de 18 anos, com modelo também disponível no site da Polícia Federal), certificado de emancipação original (para menores emancipados), protocolo GRU original, boleto e comprovante de pagamento originais, comprovante do agendamento da entrevista original. Fotos e assinaturas são feitos digitalmente, na hora da entrevista. Para menores de 03 anos é imprescindível levar foto 5x7 recente e sem data.

 

- Tendo sido aprovado na entrevista, o passaporte será emitido no prazo de 07 dias. Para retirá-lo o requerente deverá comparecer ao posto da Polícia Federal em que realizou a entrevista, portando documentação necessária para comprovação.

- O passaporte, para maiores de 18 anos é válido por dez anos. Para menores, consulte tabela de validades, disponível no site da Polícia Federal: no campo dúvidas frequentes.

 

 

Para quem quer viajar e já possui passaporte:

 

- Não se esqueça de verificar a validade do documento, que deve ser superior a 06 meses na data do embarque, e não pode estar vencido na data de retorno ao país de origem.

- Se estiver com curto prazo de validade, a renovação pode ser solicitada mesmo antes do vencimento do documento.

- Se for viajar para países com exigência de visto prévio, verifique se a validade do mesmo também é superior a 06 meses na data do embarque, e se na data de retorno ao país de origem ainda estará em vigor.

- Se o visto estiver com curto prazo de validade, também não é necessário esperar seu vencimento para solicitar sua renovação.


Vistos

Uma das primeiras providências a ser tomada é procurar saber se o país de seu destino exige visto no passaporte junto à  embaixada ou ao consulado para permitir sua entrada. Para brasileiros isso acontece em somente seis países do mundo, sendo: Austrália, Angola, Canadá, China, Estados Unidos e Japão. A dificuldade de se obter essa autorização também depende do local escolhido.

Nestes casos, a sugestão é procurar a embaixada ou o consulado do país de destino para saber o que é necessário fazer para obter a autorização. Quase sempre, são exigidos documentos como identidade, CPF, declaração do imposto de renda, comprovante de residência e holerite (contra-cheque), passagens aéreas de ida e volta e passaporte. Se for a trabalho, uma carta da empresa onde trabalha ajuda muito. Em alguns casos, como os Estados Unidos, é exigido o chamado visto de trânsito, para os casos em que se faz conexão ou escala naquele país. Para turistas, o essencial é comprovar sua intenção de retorno ao Brasil.

Bagagens

- Trechos nacionais brasileiros: cada passageiro tem direito a uma franquia e 23kg de bagagem, adulto ou criança, e mais 5kg de franquia para bagagem de mão. Os excessos ficam sujeito a multa e aprovação do transporte da bagagem pela companhia aérea.

- Trechos internacionais para brasileiros: Cada brasileiro em voos internacionais tem direito a duas franquias de bagagem de até 32kg cada, mais uma franquia de 5kg de bagagem de mão. As franquias podem variar de acordo com a classe de voo escolhida.

- Navios/cruzeiros: Para esse tipo de viagem não há franquia de bagagem restrita. As únicas normas são as proibições de alguns itens: ferros de passar, velas, incensos, armas, tesouras, facas, qualquer item que produza chamas ou emita calor, quaisquer itens que possam oferecer risco à saúde, drogas e até mesmo alimentos e bebidas.

                *No desembarque de cruzeiros internacionais é obrigatório preencher uma declaração de Bagagem acompanhada, a ser apresentada à Receita Federal.

- Transporte de animais para brasileiros: Serão acomodados nos compartimentos destinados à carga e bagagem, todos em containers de fibra e com espaço para movimentação. O peso do animal não pode ser incluso na franquia da bagagem, portanto será cobrado valor adicional de excesso de bagagem.

Vacinas: viagens internacionais

       Atualmente, para viagens nacionais e internacionais somente a vacina contra febre amarela é exigida. Entretanto, alguns países solicitam outros tipos de vacinas, de acordo ao local a ser visitado. Para estas informações indicamos acessar: http://www.anvisa.gov.br/VIAJANTE/ no campo “Verifique as orientações para o país de destino”. Neste campo você, viajante brasileiro terá todas as informações necessárias de cuidados a tomar na visita ao seu destino.

- Se você for fazer uma viagem internacional:

     * Para todos os viajantes do mundo, rumo aos países: Angola, Benin, Burkina Faso, Burundi, Camarões, República Central Africana, Congo, Costa Do Marfim, República Democrática do Congo, Guiana Francesa, Gabão, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Ruanda, Serra Leoa e Togo, que exigem a vacinação contra a febre amarela para viajantes de todos os países do mundo, incluindo os que não tem risco de transmissão da febre, devem apresentar o Certificado Internacional de Vacinação, documento o qual comprova a administração da vacina, devendo-se  sempre atentar ao prazo estipulado.

     * Como o Brasil é um país considerado com risco de transmissão da febre amarela, todos os viajantes brasileiros devem tomar a vacina também se forem viajar aos seguintes países: Afeganistão, África Do Sul, Albânia, Argélia, Anguilla, Antigua e Barbados, Arábia Saudita, Austrália, Bahamas, Bahrain, Bangladesh, Barbados, Belize, Butão, Bolívia (Estado Plurinacional), Botswana, Brunei, Darussalam, Cabo Verde, Camboja, Chade, China, Costa Rica, Democrático (República da Coréia), Djibouti, Dominica, Equador, Egito, El Salvador, Eritreia, Etiópia, Fiji, Guiné Equatorial, Polinésia Francesa, Gâmbia, Gana, Grenada, Guadalupe, Guatemala, Guiné, Guiana, Honduras, Índia, Indonésia, Irã (República Islâmica), Iraque, Jamaica, Jordânia, Cazaquistão, Quênia, Kiribati, Quirguistão, República Democrática, Líbano, Lesoto, Líbia, Madagascar, Malavi, Malásia, Maldivas, Malta, Martinica, Mauritânia, Maurício, Mayotte, México, Montserrat, Moçambique, Mianmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Antilhas Holandesas, Nova Caledônia, Nigéria, Niue, Omã, Paquistão, Papua Nova Guiné, Filipinas, Ilhas Pitcairn, Reunião, Santo Barthelemy, Santa Helena, Santo Kitts E Nevis, Santa Lucia, Santo Martin, Santo Vincent E Os Granadinas, Samoa, São Tomé E o Príncipe, Senegal, Seychelles, Singapura, Ilhas Salomão, Somália, Sri Lanka, Sudão, Suriname, Suazilândia, Tailândia, Timor-Leste, Tobago, Tunísia, Uganda, Republica da Tanzânia, Vietnã, Wallis E Futuna, Lémen, Zâmbia, Zimbabwe.

     * Esta vacina é oferecida gratuitamente em qualquer posto de vacinação instalado em diferentes unidades de saúde das Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde. Nestes postos o viajante receberá o Cartão Nacional de Vacinação, válido em todo território nacional. Para viagens internacionais, apresente seu Cartão Nacional de Vacinação em algum dos Centros de Orientação ao Viajante para a emissão do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia.

     * A vacina contra a Febre Amarela é contra indicada a gestantes, crianças menores de 06 (seis) meses, e a indivíduos com alteração do quadro imunológico (ex: pessoas com AIDS, portadoras de leucemia, linfomas, tumores malignos e pacientes que façam uso freqüente de corticóides, alquilantes, antimetabólicos e radiação) ou que tenham alergia a ovo de galinha.

    * Para estar protegido contra febre amarela, o viajante deverá ser vacinado no mínimo dez dias antes de sua viagem. Esta vacina terá validade de dez anos, devendo ser novamente administrada até o final desse período.  A validade do Certificado Internacional de Vacinação corresponderá ao tempo de validade da vacina.

    * Para viajantes que se enquadram nas contra indicações, o documento que poderá comprovar sua isenção a vacina é o Atestado ou Certificado de Isenção de Vacinação.  A emissão deste Certificado pode ser realizada por um profissional médico ou por um Centro de Orientação ao Viajante.

Vacinas: viagens no Brasil

- Se você for fazer uma viagem nacional:

       * No Brasil, os locais de risco são as regiões de matas e rios das seguintes regiões: todos os Estados da Região Norte e Centro-Oeste, bem como parte da Região Nordeste (Estado do Maranhão, sudoeste do Piauí, oeste e extremo-sul da Bahia), Região Sudeste (Estado de Minas Gerais, oeste de São Paulo e norte do Espírito Santo) e Região Sul (oeste dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). As pessoas que moram nestas regiões, ou aqueles que irão viajar para estes locais devem tomar a vacina, caso ainda não tenham feito ou o fizeram há mais de dez anos.

       * Além da vacina contra febre amarela é importante manter o calendário de vacinas contra outras doenças em dia.